sexta-feira, 9 de abril de 2010

Paredes jamais falarão

Falassem as paredes eu não mais teria juízo. Falassem como falam as pessoas a desgraça total chegaria. Dissessem metade do que sabem não mais seriam paredes e fofoqueiras seria seu nome.
Paredes sabem, elas veem. Não falam. Nunca falarão, não enquanto eu viver. Apenas o que me guia é minha consciência, não as paredes.
O que gosto nelas e quando digo nelas me refiro às paredes, é que permanecem estáticas em meio a tudo. Não se mexem e nem respiram, mesmo vendo - e elas veem, - as cenas mais sórdidas e mais sacanas que alguém pode ver. Portanto, sabe-se que paredes não falam e jamais falarão.
Ninguém que saiba tantos segredos os manteria tanto tempo como os são, ou seja, sendo segredos. Lá em casa mesmo, meu amigo, se as paredes falassem, é provável que eu já estaria preso.
Embora coisas que supostamente só as paredes sabem, vez que outra perdem-se em meio às bocas populares. Isso sim é coisa que não explico. Aliás, nem eu...nem as paredes.

3 comentários:

Marco H. Strauss disse...

Bem melhor quando só as paredes sabem mesmo. É melhor não tentar explicar, talvez alguém suborna as paredes pra conseguir um segredo e outro - mas duvido que, de fato elas falem. Bem melhor com as paredes do que na boca de um e outro popular.

Laélia...(LaaH) disse...

eu tinha um blog.. e o nome dele era: " ÉH..pois é.. né!" rsrs..mas eu ja exclui ele!! rsrsrs

conhecidência...0.0..kkkkkkkk

Ricardo Bertolucci Reginato disse...

E é uma honra te-la aqui, Laéia. Seja bem vinda e volte sempre. :D
De fato é uma coincidência enorme.